Arquivo da categoria: Delphi

Vírus Win32.Induc contra delphianos

Nessa ultima semana, me deparei com um problema que me deixou intrigado e ao mesmo tempo sem entender muito o real motivo do acontecido!
Estava eu me preparando para mais um dia de trabalho aparentemente “normal” (será que existe?!), quando ao receber uma executável de um amigo aconteceu o que ninguém quer que aconteça: Fui infectado por um vírus!
Raios! Ainda bem que meu querido Avast identificou e segurou!
Então tentei abrir uma outra executável e lá estava o problema novamente! Credo! Praga de ex-patrão?! (Humm)
Pesquisei pelo nome do vírus e para minha surpresa encontrei a seguinte explicação:
Win32.Induc é um vírus que infecta qualquer programa compilado pelo Delphi em suas versões 7, 6, 5, e 4“.
Pensei: Tá de sacanagem né! O vírus procura na maquina o delphi instalado, para infectar a unit SysConst.
Ele copia a unit SysConst.pas para \Lib e adiciona código, faz um backup de SysConst.dcu, chamado SysConst.bak. Compila \Lib\SysConst.pas criando uma versão infectada de SysConst.dcu. O arquivo .pas modificado é excluído.
Resultado assim, em tudo que for compilado estará infectado! Levando assim transtorno para seu cliente também!
Não aguentei, e comecei a procurar a solução na internet! Só encontrei a descrição sobre o problema, e uma dizendo para reinstalar o Delphi! Já imaginando na trabalheira que iria dar para reinstalar os componentes, desanimei na hora dessa solução!
Pensando um pouco mais com meus companheiros, resolvemos tentar substituir os arquivos que o vírus mudou por arquivos originais de uma maquina com delphi. O resultado foi maravilhoso! Lá estava minha maquina compilando novamente sem ter problema algum! O melhor de tudo foi não necessitar reinstalar o Delphi!
Fica essa solução ai para quem for infectado por esse vírus! Mas deixo claro aqui que essa solução não é nada oficial! Eu fiz aqui e funcionou sem problema algum, se você passar por esse problema, antes de chutar o balde, faça esse teste!
Agora, vírus querendo sacanear os delphianos, é muita inveja mesmo! 🙂
Grande abraço!

“Não pergunte se um programador delphi consegue fazer,
mas sim, quando ele finaliza”