Qualidade com o seu produto

Uma das maiores dificuldades que as empresas enfrentam é em relação a qualidade de seu produto. Seria algo impossível de se alcançar?
Eu acredito que para se ter um produto com qualidade é necessário revolucionar a forma de sua criação.
Ter um produto com qualidade não quer dizer que ele seja perfeito, mas sim que ele passou (e passa) por diversos processos que visam a perfeição!
Quando estudei Gestão de qualidade de software, me apresentaram uma lista que me fez refletir sobre a questão de qualidade:
“Cerca de 40 a 50% dos programas postos em uso contêm faltas não triviais (BOEHM; BRASIL, 2001). Note que produtos de software com defeitos podem provocar danos materiais, monetários, ambientais e risco de vida. Observe alguns exemplos (PFLEEGER, 2004; PRESSMAN, 2006) a seguir:

  • Em 1962, o foguete espacial mariner, por omissão de um hífen, fez com que, na época, US$ 18,5 milhões fossem para o espaço!
  • Equipamento de Radioterapia Therac-25.  Entre 1985 e 1987 houve acidentes com mortes por overdoses de radiação por problemas no software devido à falta de documentação e de testes de integração.
  • Projeto     Ariane V da Agência Espacial Européia, durou 10 anos e custou US$ 8 bilhões. Foguete e carga de US$ 500 milhões. No vôo inaugural, em 1996, se autodestruiu. Estava se quebrando, pois perdeu o controle pela reinicialização simultânea dos computadores principal e de back-up.
  • Nave Mars Climate Orbiter da NASA foi perdida no espaço por erro na conversão entre unidades inglesas e métricas. Prejuízo: US$ 125 milhões.”predio

Então fica fácil entender que a falta de qualidade gera um grande prejuízo para quem cria e quem usa o produto. Levando muitas empresas a ficarem conhecidas por apresentar um péssimo trabalho. O mercado hoje esta repleto de empresas que levam muito a sério essa questão de satisfação do cliente, investindo em qualidade de seu software.
As empresas que não conseguem ter essa visão, acabam produzindo projetos que se tornam cada vez mais difíceis de controlar, manter e evoluir. Criando uma bola de neve que cresce com muita facilidade e velocidade, extrapolando todos os prazos e orçamento previstos para o trabalho.
Com isso, a empresa começa a ter que investir em mais pessoas, mas o que se faz é remediar o problema! Pois continua a entregar o produto de forma que o cliente não precisa ou não espera. Resultado: Mais retrabalho! E mais uma vez o nome da empresa é lançado no pódio dos atrasados e sem competência!
É necessário que se entenda que Qualidade não é luxo, ou apenas um diferencial nesse mercado competitivo e inovador. Ela é um pré-requisito para projetar o seu produto e garantir a sobrevivência de sua empresa.

Você e seu produto
Procure adicionar em suas atividades o habito de documentar o máximo possível suas rotinas. Desta forma fica mais fácil para realizar manutenção. Dispensando várias horas de análise para entender o que “aquilo” faz, para depois realizar as mudanças.
Outro fator muito importante é investir em adoção de boas práticas. Fazendo com que todos consigam seguir um padrão (dizer a mesma língua). Desta forma fica mais uniforme os métodos utilizados para se trabalhar ou solucionar os problemas do dia a dia.
Não tenha medo de refazer seus trabalhos visando evolução. Saia da ilusão de que você vai conseguir prever o que o seu cliente necessita daqui a 10 anos. Procure satisfazer a necessidade atual, mas nunca esquecendo de apresentar novas soluções.
A paritr de agora estarei criando alguns artigos visando compartilhar o meu estudo sobre qualidade de software.  Mostrando algumas dicas e opiniões.
Muito obrigado e ate a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *